O futuro é hoje
Dependências

Dependências

O termo dependência nas neurociências foi usado primeiramente no início do século XX para descrever o consumo compulsivo de substâncias químicas. Na altura o conceito de dependência abrangia apenas álcool e drogas, mas atualmente engloba uma grande variedade de vícios.

A toxicodependência, em particular, envolve o desejo compulsivo de consumir substâncias químicas, as drogas, que promovem alterações na perceção do mundo. É um problema que se verifica a nível mundial, e que conduz a modificações físicas, psíquicas, neuronais e estruturais do cérebro, resultantes de estimulação cerebral, e em que o organismo reflete a necessidade física da presença de droga.

A combinação de vários fatores, tais como fatores genéticos, ambientais e comportamentais, bem como propriedades neurológicas e biológicas estão na base da dependência.

As drogas podem causar dependência psicológica ou dependência psicológica e física.

A dependência psicológica baseia-se no desejo de continuar a tomar uma droga por prazer ou para reduzir a tensão e evitar um mal-estar. Com as drogas que causam dependência física, o corpo adapta-se quando se utilizam de modo contínuo, conduzindo à tolerância e à síndrome de abstinência quando se deixam de consumir.

 

Dependência de narcóticos

A dependência de narcóticos é uma dependência física e psicológica intensa (uma compulsão para continuar a tomar narcóticos).

Os narcóticos que têm um uso médico legítimo como analgésicos potentes designam-se por opiáceos, como a codeína e a morfina.

A heroína, que é ilegal em muitos países, é um dos narcóticos mais potentes.

 

Tratamento da dependência de opiáceos

A dependência de opiáceos é uma condição de saúde complexa que requer frequentemente tratamentos e cuidados a longo prazo.

O tratamento é importante para reduzir consequências sociais, na saúde e melhorar o bem-estar das pessoas afetadas.

Os principais objetivos do tratamento e reabilitação de pessoas com dependência são reduzir a dependência de drogas ilícitas, reduzir a morbilidade e a mortalidade causada pelo uso de opiáceos ilícitos, ou associado com o seu uso, tais como doenças infeciosas, para melhorar a saúde física e psicológica, para reduzir o comportamento criminal, para facilitar a reinserção no mercado de trabalho e no sistema de educação e para melhorar a integração social.

Nenhum tratamento isolado é eficaz, pelo que são necessárias diversas opções, incluindo abordagens psicossociais e tratamento farmacológico.

 

A informação médica veiculada neste site pretende ser de leitura útil e informativa. Visa complementar, mas não pretende de modo algum, substituir a consulta médica. Se o utilizador padecer de um problema de saúde, deverá consultar um profissional de saúde.

Contacte-nos

  Av. Professor Doutor Augusto Abreu Lopes nº 53 B Lj A
2675-301 Odivelas, Portugal
  +351 219 346 450
  +351 219 346 459
  geral@goldfarma.com

 

Clique aqui para enviar comentários ou sugestões.

Siga-nos

Facebook icon
LinkedIn icon

Subscreva a nossa newsletter

made by 3gntw Goldfarma © 2015 | Todos os direitos reservados Voltar ao topo